Alho de urso – origem, benefícios

Allium ursinum usado para combater a hipertensão

Alho de Urso é uma das mais antigas ervas medicinais conhecidas pelo homem. Suas propriedades curativas foram reconhecidas pelos europeus durante séculos, onde é valorizado por sua capacidade de limpar o sangue de impurezas. O nome de “Alho de Urso” vem da observação de que quando o urso selvagem acorda da inbernação, ele devora uma grande quantidade desta planta para  restaurar a força.

Alho de urso tem sido muito utilizado como um remédio para uma ampla gama de doenças. Embora muito semelhante ao do alho normal usado na cozinha, o alho de urso tem níveis mais elevados de ajoenes, adenosina, e de ferro . Na verdade, ele tem maiores níveis naturais de enxofre e de adenosina do que qualquer outro vegetal. A adenosina é um componente-chave na regulação da hipertensão e taquicardia.

Enquanto o alho comum (Allium sativa) tem sido cultivado por séculos, o alho de urso (Allium ursinum) é cultivado organicamente na natureza. O alho de urso é uma planta que cresce na Europa, no período da primavera.

Ele é rico em compostos especiais de enxofre, o que fazem dele um aliado no combate ao mau colesterol, é hipotensor (dilatação dos vasos), inibidor da agregação plaquetária, antisséptico.

O alho de urso também é usado para aliviar gases intestinais, devido aos seus compostos de enxofre e óleos voláteis. O bulbo possui a maior concentração de bio-ativos, e age como um diurético, adstringente e expectorante.





Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *