Gibarbeira – Ruscus aculeatus

Gibarbeira é conhecida há mais de 2.000 anos

Gibarbeira (Ruscus aculeatus) é uma erva medicinal nativa do Mediterrâneo que era muito popular na fabricação de vassouras e para o uso medicinal. As pessoas têm usado a erva durante séculos, e até mesmo concumiam como vegetal.

Hoje, a Gibarbeira é amplamente utilizada no tratamento de diferentes casos de problemas circulatórios e inflamatórios.

No tratamento de problemas circulatórios, as propriedades encontradas na planta tem capacidade de melhorar as dores nas pernas causadas pela má circulação e sintomas relacionados, incluindo coceira, inchaço, cólicas, peso, tensão e dormência.

Pomadas e supositórios feitos com Gibarbeira proporcionam alívio para hemorróidas dolorosas, podendo contribuir no processo de cicatrização. Além disso, a aplicação de Gibarbeira líquida diretamente na área afetada proporciona alívio imediato dos sintomas.

Gibarbeira pode beneficiar pessoas que sofrem de várias doenças inflamatórias, tornozelos inchados, linfedema e inchaço geral nas extremidades inferiores. A erva aumenta o fluxo de sangue, promove a circulação, fortalece os vasos sanguíneos, reduz a fragilidade capilar e evita acúmulo de sangue nas pernas. Estas propriedades dão a Gibarbeira a capacidade de aliviar inchaço das glândulas linfáticas e aliviar o inchaço.

Embora mais valorizada para o tratamento circulatório e condições inflamatórias, Gibarbeira também tem vários outros benefícios medicinais. Acredita-se que ela posso reduzir a retenção da urina, o que o torna útil no tratamento de infecções de bexiga. Outros benefícios tradicionais, mas não comprovados incluem constipação, tratamento de cálculos renais, distúrbios gastrointestinais, hipotensão ortostática e até mesmo sintomas de sífilis.





Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *