Planta Medicinal Mastruz : Para que Serve e Benefícios

Benefícios do mastruz

A planta medicinal mastruz ou Chenopodium ambrosioides como é conhecida cientificamente é nativa da América do Sul e Central. Ela é usada de forma medicinal desde os tempos dos astecas e é uma importante especiaria da culinária mexicana.

O mastruz é geralmente cresce em terrenos baldios, canteiros de flores, barrancas de lagos e rios. Em muitos locais ela é conhecida como uma planta invasora.

O mastruz se caracteriza por ter folhas longas com até seis centímetros de comprimento. O arbusto pode crescer até vários metros de altura.A planta madura produz uma série de ramificações irregulares, verticais ou quase verticais. Ela também tem pequenas flores
verde, que geralmente aparecem entre julho e setembro. O cheiro da plantas e assemelha a aromas de frutas cítricas, cânfora e hortelã.

O mastruz tem uma longa e ampla utilização como um remédio para parasitas intestinais. A sua eficácia (de paralisar os parasitas e expulsá-lo como um laxante forte) foi reconhecida através da inclusão da planta na Farmacopéia dos Estados Unidos, de 1820 a 1947.

Além de usá-lo como um vermífugo, os astecas também usam a a folha de mastruz misturadas a alimentos para o tratamento de doenças respiratórias.No século XVIII, a decocção das folhas secas de mastruz é usada para aliviar o reumatismo, desmaios, queimaduras e tifo.

Vários povos nativos também tomam o chá da planta medicinal mastruz para facilitar o parto e aliviar a menstruação dolorosa, bem como para expelir vermes e aliviar distúrbios gastrointestinais (alguns dos quais podem ser provocadas por vermes). Folhas de mastruz também são usadas como cataplasma nas articulações artríticas, pé de atleta, e picadas de insetos.

O principal constituinte do óleo essencial de mastruz é o ascaridole. O óleo pode ser destilado a partir da erva, mas é mais concentrado a partir das sementes.

Infelizmente, a quantidade de mastruz necessário para curar uma pessoa com parasitas intestinais está perto do nível tóxico. Ocorreram casos fatais a partir da ingestão excessiva do mastruz. Hoje, as drogas sintéticas são uma alternativa mais segura, mas mesmo elas são arriscados para uso durante a gravidez.

Outro uso principal do mastruz é a na culinária: algumas folhas adicionadas a pratos de feijão contribuem para um sabor incomum e acredita-se evitar a flatulência. Ele também aparece em receitas mexicanas e guatemaltecas com cogumelos, milho, peixe e marisco.

Mastruz 1

Mastruz 2 Mastruz 3 Mastruz 4





6 Comments

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *