Salvia Fruticosa : Benefícios, Indicações, Efeitos

Salvia Fruticosa a planta da imortalidade

Salvia fruticosa é uma planta nativa dos países do Mediterrâneo, como Grécia e Itália. Foi considerada uma erva sagrada pelos gregos que a dedicavam a Zeus. Para os latinos era a planta da imortalidade.

Na Grécia, existem 20 espécies diferentes de sálvia e a maioria delas localizada no sul da Grécia (Peloponeso ou nas Ilhas). Em latim, “salvia” significa “ser saudável”. Gregos como Dioscorides, Aetios, Hipócrates e Galeno, usavam a planta para curar picadas de cobra e como um tônico para a mente e o corpo.

As folhas da Salvia fruticosa são usadas como um medicamento para tratar problemas digestivos, incluindo perda de apetite e flatulência, dor de estômago, diarreia e azia. É também usado para reduzir o suor excessivo e saliva. Para a depressão, perda de memória e doença de Alzheimer. As mulheres também usam Salvia Fruticosa em períodos menstruais, e para reduzir o fluxo de leite em casos de lactação excessiva, e reduzir os sintomas da menopausa.

Salvia Fruticosa é usada diretamente sobre a pele para o tratamento de feridas, gengivite e inflamação da boca, garganta, língua. Além disso algumas pessoas inalam Salvia Fruticosa para o tratamento de asma. A Salvia fruticosa é utilizada como um componente para a fabricação de fragrância em sabonetes e cosméticos.

Precauções no uso de Salvia fruticosa:

1. Salvia Fruticosa são geralmente seguros quando utilizados em alimentos e também segura quando tomado por via oral ou aplicado na pele a curto prazo (até 4 meses).

2. Não use Salvia fruticosa em doses elevadas ou a longo prazo. Alguns tipos de sálvia contém uma substância química chamada thujona, que podem ser tóxicas se tomados em grandes quantidades. Ela pode causar convulsões e lesões no fígado e no sistema nervoso e a quantidade de thujone varia dependendo do tipo de planta, e o tempo de colheita, e as condições de crescimento, e outros fatores.

3. Gravidez e lactação: Salvia fruticosa não deve ser usada durante a gravidez porque contêm thujona, que pode causar aborto. Também deve-se evitar o uso durante a lactação porque a substância thujone pode reduzir o leite da mãe.

4. Diabetes: Salvia fruticosa pode reduzir os níveis de açúcar no sangue em pacientes com diabetes, que podem levar a hipoglicemia, se você é diabético e vai usar a salvia fruticosa é importante monitorar o nível de açúcar no sangue.

5. Pressão Arterial: Salvia fruticosa pode levar ao aumento da pressão arterial em algumas pessoas.

Doses seguras de Salvia fruticosa

– Oral: para o tratamento da doença de Alzheimer: 1 grama de Salvia fruticosa por dia e aumentar gradualmente a dose ao longo do tempo até chegar a 2,5 mg três vezes por dia.
– Utilizado sobre a pele: para o tratamento de úlceras, lábio rachados: o creme contém 23 mg de extrato de sálvia é usado a cada 2 a 4 horas. Deve-se iniciar o tratamento quando os primeiros sintomas aparecem e continuar o tratamento durante 10 a 14 dias.

salvia-fruticosa-1

salvia-fruticosa-2

salvia-fruticosa-3

salvia-fruticosa-4




Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *